Ansiedade Patológica

 

Quando a Ansiedade se Transforma em Um Problema

Conceito da ansiedade patológica

Ansiedade patológica

A ansiedade patológica é uma reação normal do organismo e funciona como um aviso que nos alerta sobre o desconhecido ou qualquer tipo de perigo eminente.

Ela se apresenta como um recurso que utilizamos para nos preparar diante de situações novas ou difíceis e ela se faz necessária para a nossa boa adaptação tanto como um ser individual como em relação ao meio ambiente.

Por outro lado, porém, a ansiedade não deve ser um estado constante e sim uma sensação temporária frente às adversidades da vida, já que certas situações que ocorrem no nosso dia a dia podem gerar insegurança e apreensão. É uma espécie de febre que surge para nos advertir de que algo está errado, porém, não deve se transformar em uma doença da qual perdemos o controle emocional e físico.

Ansiedade patológicaA vida moderna traz consigo uma agitação muito intensa que estimula o nosso pensamento demasiadamente. A conseqüência disso é que muitas vezes nos sentimos pressionados para lutar ou fugir de certas situações difíceis.

Diante de tanta pressão do ambiente, começamos a exigir de nós mesmos a antecipação de nosso raciocínio e a solução das coisas de forma muito mais rápida numa tentativa eterna de manter o controle sobre tudo.

Essa aceleração do pensamento provoca uma confusão mental gerando atitudes ineficazes e frustração constantes.

Sintomas Da Ansiedade Patológica

Algumas sensações surgem como um aperto no peito, um sentimento de opressão (muitas vezes sem motivo aparente), o coração dispara. Inesperadamente você começa a transpirar, sente falta de ar e um frio na barriga, um medo em relação ao seu futuro, tristeza e tremores pelo corpo.

O sentimento de ansiedade está intimamente ligado à respiração, este mecanismo importante do nosso corpo passar a ficar mal regulado fato que evolui as sensações desagradáveis.

Ansiedade patológicaAlgumas das sensações corporais incômodas como a falta de ar, sensação de sufocamento e peito apertado por exemplo, ocorre porque quando a pessoa se encontra num estado ansioso passa a respirar incorretamente sem perceber: muitas vezes respira muito rápido e às vezes prende a respiração por segundos em momentos de tensão, fato que origina os sintomas.

Alguns vícios se apresentam como sintomas, como a compulsão por comer, jogar, beber e fumar. É uma forma involuntária em que o ansioso pode buscar o alívio de sua ansiedade, porém, os vícios trazem consigo uma carga maior de sofrimento ao tratar-se.

Sintomas mais comuns:

  • Tensão dos músculos
  • Agitação motora
  • Respiração acelerada e pensamento rápido e confuso
  • Irritabilidade
  • Dificuldade de concentração e esquecimentos constantes
  • Dificuldade para dormir ou um sono insuficientemente
  • Suor excessivo
  • Dores de cabeça freqüentes
  • Roer unhas constantemente
  • Falar compulsivamente
  • Comer compulsivamente ou ter dificuldades para alimentar-se
  • Dificuldade em ouvir “o outro”, assimilar e compreender
  • Dificuldade em tomar decisões
  • Perdas afetivas, econômicas, traumas, expectativas frustradas, etc.

Ansiedade patológicaSíndromes Associadas:

O sentimento crônico da ansiedade com repetição de crises regulares que perduram o período de seis meses, acarretam outros problemas psicológicos como: a Síndrome do Pânico, a Fobia Social, o Transtorno Obsessivo Compulsivo e outros inúmeros quadros clínicos.

A ansiedade pode ser também uma conseqüência de um estado depressivo, mas nem sempre a pessoa que sofre de ansiedade tem depressão.

Esse sentimento pode ter diversas causas que devem ser analisadas individualmente em uma avaliação psicológica tais como: traumas, complexos, mudanças na vida, meio ambiente opressor ou estressantes, etc.

Causas da Ansiedade patológica:

Ansiedade patológicaA ansiedade patológica é uma doença que pode surgir em fases difíceis de nossa vida, onde muitas vezes somos inundados de sensações de preocupação, sentimentos de insegurança intensos, além de outros fatores estressantes da vida moderna.

Muitas vezes não conseguimos nos adaptar às cobranças externas e internas, fato que pode transformar a ansiedade considerada “normal” em uma ansiedade patológica.

Algumas pesquisas revelam que a ansiedade possui uma pré-disposição genética e que os primeiros sintomas podem ser percebidos desde a infância.

Ansiedade patológica

A criança desde cedo pode manifestar uma agitação (por exemplo se caracterizar com uma criança hiperativa), demonstrar bastante emotividade, denotar dificuldades para dormir, entre outras dificuldades de origem genéticas, mas que devem ser trabalhadas em psicoterapia para redução dos sintomas e uma melhora na qualidade de vida desta pessoa.

Tratamento da Ansiedade patológica:

Ansiedade patológicaO primeiro passo para conseguir superar a ansiedade patológica é buscar a ajuda de um profissional psicólogo para alcançar um auto-conhecimento.

Quando nos conhecemos um pouco melhor aprendemos a compreender como está o nosso nível de ansiedade. Começamos a prestar um pouco mais de atenção no funcionamento da ansiedade: intensidade, freqüência e áreas da vida que podem estar sendo afetadas.

A psicoterapia é um tratamento que tem mostrado resultados muito eficazes no tratamento da ansiedade patológica.

Como Funciona:

Ansiedade patológicaAs técnicas utilizadas na psicoterapia visam mudar o sistema de crenças errôneas sobre si e enfrentar situações que causam desconfortos.

Com a ajuda do psicólogo você irá conseguir identificar e aprender a gerenciar as causas da ansiedade, pois estará preparado para enfrentar mais adequadamente as situações difíceis que nos acometem no dia a dia.

A pessoa vai aprendendo a diminuir a ansiedade, descobrindo novos modos de enfrentar as adversidades e modificando o que está por trás desses sintomas, quais pensamentos, comportamentos e situações que estão gerando esse conflito.

No tratamento psicoterapêutico serão realizadas atividades nas tanto nas sessões como “lições de casa” que serão um instrumento de aprendizado para as habilidades e comportamentos que ajudam a enfrentar essa ansiedade prejudicial.

A psicoterapia tem como objetivo melhorar a sua qualidade de vida para um futuro mais tranqüilo e feliz!!

Veja Todos os Post,me acompanhe pelo Instagram, Facebook e YouTube.

 

                                       Quando a Ansiedade se Transforma em Um Problema

Conceito

ansiedade1 (1)

A ansiedade é uma reação normal do organismo e funciona como um aviso que nos alerta sobre o desconhecido ou qualquer tipo de perigo eminente.

Ela se apresenta como um recurso que utilizamos para nos preparar diante de situações novas ou difíceis e ela se faz necessária para a nossa boa adaptação tanto como um ser individual como em relação ao meio ambiente.

Por outro lado, porém, a ansiedade não deve ser um estado constante e sim uma sensação temporária frente às adversidades da vida, já que certas situações que ocorrem no nosso dia a dia podem gerar insegurança e apreensão. É uma espécie de febre que surge para nos advertir de que algo está errado, porém, não deve se transformar em uma doença da qual perdemos o controle emocional e físico.

ansiedade2A vida moderna traz consigo uma agitação muito intensa que estimula o nosso pensamento demasiadamente. A conseqüência disso é que muitas vezes nos sentimos pressionados para lutar ou fugir de certas situações difíceis.

Diante de tanta pressão do ambiente, começamos a exigir de nós mesmos a antecipação de nosso raciocínio e a solução das coisas de forma muito mais rápida numa tentativa eterna de manter o controle sobre tudo.

Essa aceleração do pensamento provoca uma confusão mental gerando atitudes ineficazes e frustração constantes.

Sintomas Da Ansiedade Patológica

Algumas sensações surgem como um aperto no peito, um sentimento de opressão (muitas vezes sem motivo aparente), o coração dispara. Inesperadamente você começa a transpirar, sente falta de ar e um frio na barriga, um medo em relação ao seu futuro, tristeza e tremores pelo corpo.

O sentimento de ansiedade está intimamente ligado à respiração, este mecanismo importante do nosso corpo passar a ficar mal regulado fato que evolui as sensações desagradáveis.

ansiedade3Algumas das sensações corporais incômodas como a falta de ar, sensação de sufocamento e peito apertado por exemplo, ocorre porque quando a pessoa se encontra num estado ansioso passa a respirar incorretamente sem perceber: muitas vezes respira muito rápido e às vezes prende a respiração por segundos em momentos de tensão, fato que origina os sintomas.

Alguns vícios se apresentam como sintomas, como a compulsão por comer, jogar, beber e fumar. É uma forma involuntária em que o ansioso pode buscar o alívio de sua ansiedade, porém, os vícios trazem consigo uma carga maior de sofrimento ao tratar-se.

Sintomas mais comuns:

  • Tensão dos músculos
  • Agitação motora
  • Respiração acelerada e pensamento rápido e confuso
  • Irritabilidade
  • Dificuldade de concentração e esquecimentos constantes
  • Dificuldade para dormir ou um sono insuficientemente
  • Suor excessivo
  • Dores de cabeça freqüentes
  • Roer unhas constantemente
  • Falar compulsivamente
  • Comer compulsivamente ou ter dificuldades para alimentar-se
  • Dificuldade em ouvir “o outro”, assimilar e compreender
  • Dificuldade em tomar decisões
  • Perdas afetivas, econômicas, traumas, expectativas frustradas, etc.

ansiedade4Síndromes Associadas:

O sentimento crônico da ansiedade com repetição de crises regulares que perduram o período de seis meses, acarretam outros problemas psicológicos como: a Síndrome do Pânico, a Fobia Social, o Transtorno Obsessivo Compulsivo e outros inúmeros quadros clínicos.

A ansiedade pode ser também uma conseqüência de um estado depressivo, mas nem sempre a pessoa que sofre de ansiedade tem depressão.

Esse sentimento pode ter diversas causas que devem ser analisadas individualmente em uma avaliação psicológica tais como: traumas, complexos, mudanças na vida, meio ambiente opressor ou estressantes, etc.

 

Causas:

ansiedade5A ansiedade patológica é uma doença que pode surgir em fases difíceis de nossa vida, onde muitas vezes somos inundados de sensações de preocupação, sentimentos de insegurança intensos, além de outros fatores estressantes da vida moderna.

Muitas vezes não conseguimos nos adaptar às cobranças externas e internas, fato que pode transformar a ansiedade considerada “normal” em uma ansiedade patológica.

Algumas pesquisas revelam que a ansiedade possui uma pré-disposição genética e que os primeiros sintomas podem ser percebidos desde a infância.

ansiedade6A criança desde cedo pode manifestar uma agitação (por exemplo se caracterizar com uma criança hiperativa), demonstrar bastante emotividade, denotar dificuldades para dormir, entre outras dificuldades de origem genéticas, mas que devem ser trabalhadas em psicoterapia para redução dos sintomas e uma melhora na qualidade de vida desta pessoa.

 

 

Tratamento:

ansiedade7O primeiro passo para conseguir superar a ansiedade patológica é buscar a ajuda de um profissional psicólogo para alcançar um auto-conhecimento.

Quando nos conhecemos um pouco melhor aprendemos a compreender como está o nosso nível de ansiedade. Começamos a prestar um pouco mais de atenção no funcionamento da ansiedade: intensidade, freqüência e áreas da vida que podem estar sendo afetadas.

A psicoterapia é um tratamento que tem mostrado resultados muito eficazes no tratamento da ansiedade patológica.

Como Funciona:

felizAs técnicas utilizadas na psicoterapia visam mudar o sistema de crenças errôneas sobre si e enfrentar situações que causam desconfortos.

Com a ajuda do psicólogo você irá conseguir identificar e aprender a gerenciar as causas da ansiedade, pois estará preparado para enfrentar mais adequadamente as situações difíceis que nos acometem no dia a dia.

A pessoa vai aprendendo a diminuir a ansiedade, descobrindo novos modos de enfrentar as adversidades e modificando o que está por trás desses sintomas, quais pensamentos, comportamentos e situações que estão gerando esse conflito.

No tratamento psicoterapêutico serão realizadas atividades nas tanto nas sessões como “lições de casa” que serão um instrumento de aprendizado para as habilidades e comportamentos que ajudam a enfrentar essa ansiedade prejudicial.

A psicoterapia tem como objetivo melhorar a sua qualidade de vida para um futuro mais tranqüilo e feliz!!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2020 Silvia Regina - todos os direitos reservados​

Fale com a Psicóloga
Olá, como posso te ajudar?