Controle dos Esfíncteres

cantinhodospais

A criança muito pequena ainda não tem consciência que pode controlar os músculos que retém ou liberam o xixi e o cocô e isto ocorre involuntariamente sem que a criança perceba. Mas conforme vai crescendo, vai conhecendo seu corpo, desejos e necessidades, observando-se e criando um determinado controle sobre seu próprio corpo.

xixi e o cocôA princípio a criança irá começar a avisar quando já fez e este é o primeiro passo. A criança começa a ficar incomodada com a sensação de estar molhada ou suja.

A partir daí você pede pra ela te avisar um pouco antes de fazer, ensinando a usar o famoso peniquinho. Você pode iniciar esta aprendizagem em média aos 2 anos, dependendo do ritmo de cada criança. Nesta fase a criança ainda não tem consciência de tempo entre a vontade de fazer xixi ou cocô e a realização destes e por este motivo não deve ser repreendida.

É importante que os adultos pais não nomeiem o cocô e o xixi como algo ruim ou nojento associando a algo errado e sujo, pois para a criança estes produtos fazem parte dela, portanto são naturais e espontâneos e sendo criticada por isso pode deixar a criança confusa achando que fez algo ruim e repugnante.

É gratificante para a criança quando ela percebe que consegue controlar o xixi e o cocô, sente-se mais independente e com a sensação primária de que não é mais um “bebezinho”. É importante que o adulto incentive esta independência da criança e a elogie nesta sua nova conquista.

Alguns adultos repreendem a criança até mesmo na frente de outras pessoas, quando ela não consegue avisar e acabe sujando sua roupa. Esta ação é como se fosse uma repressão de suas necessidades básicas e pode ter conseqüências muito negativas tanto neste momento como no futuro.

Por vezes, a criança pode esquecer de avisar quando estiver envolvida em alguma brincadeira por exemplo. Essa é uma fase de descobertas, treino e aprendizado que deve ser acompanhada e orientada pelo adulto com paciência e tranqüilidade. A criança aos poucos vai conhecendo seu corpo e se habituando com a nova situação.

Veja Todos os Post,me acompanhe pelo Instagram, Facebook e YouTube.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram

17 comentários em “Controle dos Esfíncteres”

  1. blank
    Gabriela

    Tenho uma filha de 3 anos e 5 meses,está difícil fazer cocô no vaso,levo ela faz força e nada.me avisa quando acaba de fazer na calcinha,levo ela várias vz no vaso pra criar o abito,mas está sem sucesso !!já tentei de tudo sem sucesso,converso muito com ela ,mas sinto q ela n tem controle,isso e normal pra está idade??e se tenho q ficar preocupada,ou isso vai passar? Obg

  2. blank
    Joelma

    A minha filha tem 1 ano e 3 meses, as vezes ela já avisa que fez coco, eu posso começar a ensina-lá a usar o peniquinho?

  3. blank
    Rosana

    Bom dia, tenho um filho de 8 anos, que ainda faz xixi na cama. Algumas vezes consigo acordá-lo e levá-lo ao banheiro, outras vezes quando chego, ele já fez. Tem sido muito difícil, pois no inverno ele fica gelado, pois fica molhado. E também é constrangedor quando vai dormir na casa dos primos. Gostaria de uma dica de como ajudá-lo. Muito obrigada.

  4. blank
    luana

    Boa tarde. minha filha tem 3 anos e 4 meses. estou tentando o desfralde a tempos. Ela segura o xixi o dia inteiro, não solta nem no banho ou piscina. com isso já fez duas infecção urinaria. Uma vez ficou de 8h até 17h sem fazer, comendo e bebendo normalmente. Já investiguei sobre com urologista.

  5. blank
    Kamila

    Minha sobrinha tem 4 meses e desde os 3 meses faz coco só no vazo sanitário. Isso tem explicação? Como ela tão novinha já sente

  6. blank
    Rosa Inácio andrade

    olá!tenho uma filha de 4 anos e ela não consegue controlar o xixi sempre quando vai ja está molhada será que pode ser psicológico ? porque ja fiz exames e não deu nada e até agora ela não controla o xixi o que faço?

  7. blank
    Paula Cassimiro de Farias

    Minha filha tem 13 anos,a tres anos tento ensina-la a usar o banheiro ,mas sem sucesso,ela sofre de desenvolvimento-neuro-psico-motor+d.a.,não queria mais colocar fralda nela,mas ta demais,ela faz xixi e coco onde esta 🙁

  8. blank
    Francisco Carlos da Silva

    meu filinho Samuel de 4 anos depois de ja estar normalmente fazendo coco no vaso sanitário desde os 2 anos
    quando completou 4 anos , ele passou a nao perceber quando faz ,porem numa quantidade bem pequena,aos pouquinhos,os medicos que o consultou acharam que é uma prizao de ventre,pois sei que não,pois quando damos a ele agum alimento que solta o intestino,ele evacua bastante porem sem controle,continuo tentando outros medicos.Belford Roxo -RJ

  9. blank
    CRISTINA

    trabalho com uma criança autista de 8 anos e estamos em fase de treino dos esfincteres. Ele já não usa mais fraldas mas só consegue fazer o xixi no vaso caso eu o leve ao banheiro, faço o treino de hora em hora. O xixi ele já consegue fazer, mas por algumas vezes ele também faz o coco. O que mais posso fazer para ajudá-lo?

  10. blank
    marcia

    Achei a explicação bem objetiva e de facil entendimento com exemplos praticos.
    Parabéns

  11. blank
    marcia

    o meu sobrinho tem 2 anos e 9 meses e a professora disse que o mesmo tem este problema controle de esfincter,porém não o vejo com este problema pois sempre pede para fazer, sua mãe já tirou-o das fraudas,ele usa o peniquinho ou próprio vaso.

  12. blank
    marcia sampaio de carvalho

    o meu sobrinho tem 2 anos e 9 meses e a professora disse que o mesmo tem este problema controle de esfincter,porém não o vejo com este problema pois sempre pede para fazer sua mãe já tirou-o das fraudas,ele usa o peniquinho ou próprio vaso.

  13. blank
    Elisangela

    Meu filho, desde 1 ano e 8 meses faz coco no vaso e xixi na “formiguina”, não quis utilizar o penico. Fica durante o dia sem fralda, mas o lembramos constantemente de fazer xixi

  14. blank
    janaina

    Olá,tenho dois filhos um de 14 anos e outro de 7 anos.
    Estou tendo problemas com emu filho de 7 anos, esse ano ele iniciou em uma nova escola, entrou no 3ª ano, novos colegas, tudo novo, ele sempre teve dificuldades de evacuar no banheiro da escola, por isso tinha a mania de segurar até chegar em casa, sempre conversei com ele, expliquei quais os problemas que isso poderia ocasionar, mas mesmo assim, ele segurava.
    So que agora ele não está conseguindo segurar, chega em casa com a cueca suja, e diz que não senti sair, pergunto o motivo e ele diz que não é nada, que não sabe o que responder, ele fica muito confuso, sinto que parece que tem medo de falar. Levei ele ao pediatra e ela me orientou que procurasse um psicólogo urgente, mas igual gostaria de saber uma segunda opinião, uma ajuda de como ajudá-lo, quais os problemas que isso pode levar, agradeço se puderes me ajudar.

    1. blank
      Natalia

      Leia algumas coisas sobre “encoprese” no google…tem umas explicações que te deixará um pouco mais tranquila e te dará um norte de como agir. O acompanhamento psicológico é importante para ajudar a criança a superar esta fase.

  15. blank
    Ana Beatriz

    Meu filho tem dois anos, dez meses. O xixi ele segura mas, consegue esboçar a vontade em fazer.
    Já o numero:2… Dificilmente pede para fazer.
    Porém se “interage” bem com o assunto…

    1. blank
      mirian

      A criança muito pequena ainda não tem consciência que pode controlar os músculos que retém ou liberam o xixi e o cocô e isto ocorre involuntariamente sem que a criança perceba. Mas conforme vai crescendo, vai conhecendo seu corpo, desejos e necessidades, observando-se e criando um determinado controle sobre seu próprio corpo.
      A princípio a criança irá começar a avisar quando já fez e este é o primeiro passo. A criança começa a ficar incomodada com a sensação de estar molhada ou suja.
      A partir daí você pede pra ela te avisar um pouco antes de fazer, ensinando a usar o famoso peniquinho. Você pode iniciar esta aprendizagem em média aos 2 anos, dependendo do ritmo de cada criança. Nesta fase a criança ainda não tem consciência de tempo entre a vontade de fazer xixi ou cocô e a realização destes e por este motivo não deve ser repreendida.
      É importante que os adultos pais não nomeiem o cocô e o xixi como algo ruim ou nojento associando a algo errado e sujo, pois para a criança estes produtos fazem parte dela, portanto são naturais e espontâneos e sendo criticada por isso pode deixar a criança confusa achando que fez algo ruim e repugnante.
      É gratificante para a criança quando ela percebe que consegue controlar o xixi e o cocô, sente-se mais independente e com a sensação primária de que não é mais um “bebezinho”. É importante que o adulto incentive esta independência da criança e a elogie nesta sua nova conquista.
      Alguns adultos repreendem a criança até mesmo na frente de outras pessoas, quando ela não consegue avisar e acabe sujando sua roupa. Esta ação é como se fosse uma repressão de suas necessidades básicas e pode ter conseqüências muito negativas tanto neste momento como no futuro.
      Por vezes, a criança pode esquecer de avisar quando estiver envolvida em alguma brincadeira por exemplo. Essa é uma fase de descobertas, treino e aprendizado que deve ser acompanhada e orientada pelo adulto com paciência e tranqüilidade. A criança aos poucos vai conhecendo seu corpo e se habituando com a nova situação.
      eu gostei

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

© 2020 Silvia Regina - todos os direitos reservados​

Fale com a Psicóloga
Olá, como posso te ajudar?